NCST e FUPESP apóiam “Dia Nacional do Basta!” e reforça empenho em prol das mobilizações

Publicado em: 5/08/2018 | 20:22

A Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST convoca suas filiadas a somarem esforços nas mobilizações programadas para o dia 10 de agosto, “Dia Nacional do Basta!”. A FUPESP também está junto neste dia de protesto e faz um apelo para que os sindicatos dos servidores públicos municipais somam forças, fazendo mobilizações na suas bases.

​ Organizada pelas Centrais Sindicais, a mobilização nacional tem como objetivo paralisar os locais de trabalho e mobilizar as bases sindicais e os movimentos sociais em manifestações de protesto contra o desemprego crescente, contra a retirada de direitos da classe trabalhadora, contra as privatizações, pela revogação da Emenda Constitucional 95 (EC95), da reforma trabalhista e da lei que libera a terceirização irrestrita. Além de alerta sobre a ameaça da Reforma da Previdência e os ataques à Democracia e ao Estado Democrático de Direito.
“Não há outra alternativa senão ir às ruas contrapor essa  lamentável agenda política que nos retira a dignidade e direitos tão caros à classe trabalhadora. Todos os  argumentos que alicerçaram o apoio político à Emenda 95 e à chamada reforma trabalhista no Congresso Nacional, foram testados e desmoralizados por trágicos resultados econômicos e sociais. Com o rebaixamento do poder de compra da classe trabalhadora e o encolhimento do mercado consumidor interno, empresas de pequeno e médio portes – as que mais geram empregos e arrecadam impostos ao país -, estão, em significativa parcela, inviabilizadas financeiramente. Tal circunstância favorece a ampliação do desemprego, a precarização das relações de trabalho e a desvalorização salarial. É preciso modificar essa agenda por meio de alternativas sólidas, viáveis, e tecnicamente aplicáveis. Nossa Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora (saiba mais) contempla as soluções que necessitamos para recuperar nosso desenvolvimento econômico com progresso social; e é por ela que convocamos todos a somarem esforços para assegurar o sucesso dessa grande mobilização que se avizinha” , concluiu o presidente da NCST, José Calixto Ramos.

O Dia Nacional de Luta havia sido definido no lançamento da Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora, em junho deste ano (saiba mais), quando as centrais sindicais apresentaram um documento com 22 propostas para promover o desenvolvimento do Brasil a partir da geração de emprego e renda, que são as pautas principais do Dia Nacional do Basta!

Em São Paulo, onde se concentram a maior parte das centrais sindicais do país, o calendário de mobilizações já está definido (saiba mais). Nas demais capitais, a NCST recomenda que suas filiadas integrem manifestações que já estejam programadas, ou que liderem as mobilizações contra o conjunto de retrocessos conduzido pelo governo Temer e sua base aliada no Congresso Nacional.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.