Chega! Violência contra as mulheres, não!

Publicado em: 7/08/2018 | 12:29

 Uma jovem advogada de Guarapuava, no Paraná, teve seus sonhos cancelados pelo seu marido, o principal suspeito de tê-la matado, por motivo torpe, porque ela queria a separação.
Outro caso chocante, foi a de uma policial, em São Paulo, que estava na hora e local errados. Divertia-se com amigas em um bar da favela de Paraisópolis, quando foi descoberta e morta brutalmente por marginais.
Em novembro de 2017, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) concluiu que o Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídio do mundo .
Solidarizo-me com a indignação e dor dessas famílias, colocando-me no lugar de filho, esposo e pai, pois não há nada que justifique qualquer ato de violência.
Hoje, o país está mergulhado em várias crises, inclusive, a crise moral. A sociedade precisa urgentemente voltar a ter um olhar mais humano com o próximo.
Nesta data (07) em que a Lei Maria da Penha completa 12 anos, a sociedade precisa exigir do Congresso Nacional aprovação de projetos de lei de proteção à mulher e de combate à violência doméstica.

Damázio Sena - presidente da FUPESP

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.