FST cria força-tarefa para massificar o PL 5.552 no Congresso e na sociedade

Publicado em: 10/11/2019 | 18:34


Representantes de Confederações filiadas ao Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST) se reuniram em Brasília (5),  a fim de articular estratégias de divulgação do Projeto de Lei 5.552/19, que prevê a regulamentação das regras para organização sindical, previstas no artigo 8° da Constituição.

Articulado pelo Fórum e subscrito pelo deputado federal Lincoln Portela (PL-MG), o projeto mantém o regime da unicidade e outras garantias constitucionais.

Por consenso, os dirigentes decidiram criar uma força-tarefa a fim divulgar e esclarecer sobre a importância sindicalismo para os parlamentares e sociedade em geral.

Artur Bueno de Camargo, presidente da Confederação dos trabalhadores em Alimentação e Afins, avalia positivamente as ações promovidas pelas entidades apoiadoras do projeto.

Segundo ele, o próximo passo é fazer um ‘corpo a corpo’ com parlamentares. Ele conta: “Faremos uma série de visitas a deputados e a senadores, e também tentaremos marcar uma audiência com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para apresentar a relevância do projeto ao sindicalismo”.

Discurso - Outra resolução do encontro, é intensificar a discussão do PL na base das entidades. Coordenador do Fórum, o professor Oswaldo Augusto de Barros defende um discurso alinhado.  Ele diz: “É fundamental que tenhamos um discurso único para promovermos palestras com material de divulgação unificado”.

Segundo o professor Oswaldo “é preciso manter a ‘chama da esperança’ da aprovação de uma Lei que atenda às necessidades legais de sobrevivência do movimento sindical”.




Fonte: Agência Sindical 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.